Introduzido no mercado pela AES-Eletropaulo, os Quadros de Distribuição Compactos tipo QDC são Totalmente Testados e Aprovados dentro do conceito TTA da NBR – IEC – 60439 -1 e homologados conforme especificações do LIG-BT 2014 (12ª edição) da AES Eletropaulo.
O QDC é o conjunto de dispositivos elétricos (chaves seccionadoras verticais, isoladores e barramentos) montados em caixas metálicas padronizadas, com chaves seccionadoras verticais e fusíveis de fabricação ABB.
CARACTERÍSTICAS
  • Desenvolvida em conformidade com normas nacionais e internacionais: IEC-61439-1 e IEC-61439-2, ABNT-IEC-60439-2, IEC 60439/1 e IEC 60439/2. IEC61439-1, os barramentos blindados compactos tipo BX-E® Gimi Pogliano Blindosbarra, mais conhecidos como barras coladas, são linhas elétricas pré-fabricadas com capacidade de 800A a 5000A 3P+N+PE adequadas para o transporte e distribuição de energia elétrica em seções verticais e horizontais de quaisquer con­figurações.
  • As portas dotadas de venezianas facilitam a troca de calor e possuem ângulo de abertura de 180°, providas de fechaduras com dispositivo para lacre no padrão da concessionária.
  • Pode ser instalada embutida na construção de alvenaria.
  • Os quadros de distribuição compactos QDC são aplicados somente em edifícios conectados à rede de distribuição aérea ou subterrânea secundária com sistema estrela com neutro, 127/220V ou 120/208V, observando-se os limites de fornecimento para cada sistema de distribuição.
  • A sua utilização é permitida em edifícios comerciais, residenciais ou mistos com demanda total de até 1000kVA e onde o nível de curto-circuito no ponto de entrega não seja superior a 65kA/1s

CAIXAS PADRÃO PARA MEDIÇÃO ELETRÔNICA CENTRALIZADA TIPO MEC

CARACTERÍSTICAS
  • Caixa destinada a alojar os equipamentos de medição, acessórios e dispositivos de seccionamento e proteção.
  • A caixa de medição é construída em chapa de aço carbono SAE-1008 de espessura 1,6mm, viseira de policarbonato virgem totalmente transparente de 3 mm de espessura e tela protetora nas caixas, dobradiças invioláveis, tubetes para parafusos de segurança e dispositivo para lacre.
  • A tela protetora das caixas metálicas pertence ao próprio corpo das caixas de medição, conforme protótipo de homologação da AES Eletropaulo.
  • As caixas de medição possuem, gravado em relevo, a marca comercial da Gimi, cujo protótipo foi homologado pela AES Eletropaulo.
  • As caixas de medição ainda possuem gravado em relevo nas portas e corpo a data de fabricação (mês e ano).
  • As caixas de medição são fabricadas conforme a NBR 15820:2010.

CAIXAS DE DERIVAÇÃO

CARACTERÍSTICAS

As caixas de derivação podem ser construídas de duas formas: Metálicas ou em Policarbonato.

  • METÁLICAS: Construídas em chapa de aço carbono SAE-1008 de espessura 1,6mm, pré-zincada a 100g/m², dobradiças invioláveis e dispositivo para lacre. A sua montagem se dá completamente por rebites, sendo isenta de processos de soldagem e garante um grau de proteção IP-55.
  • POLICARBONATO: As caixas são construídas em termoplástico de engenharia (policarbonato) de 2,9mm nas cores cinza ou vermelho, enquanto as tampas são produzidas em policarbonato transparente com proteção anti-UV, conforme a NBR-15820, com separadores internos e dispositivo para lacre. A sua montagem se dá completamente por encaixe, são completamente isentas de risco de corrosão por maresia ou agentes químicos, sendo providas de grau de proteção IP-44.

CAIXAS CONCENTRADORAS E DE LEITURA LOCAL

As caixas concentradoras são destinadas a receber os cabos de comunicação de todos os medidores eletrônicos do edifício, alojam o bloco de conexão ininterrupta, bem como abrigam o painel interface serial remoto, 2 Tomadas Vca (FFT ou FNT) protegida por disjuntor de 10A.

Deve ser prevista a instalação de uma caixa concentradora tipo CL-I em cada centro de medição, no recinto onde estiver instalado o dispositivo geral de proteção e manobra do barramento blindado. A caixa concentradora deve ser instalada a altura compreendida entre 600 a 1.000 mm do piso acabado, considerando a base inferior da caixa.

CARACTERÍSTICAS
  • Construída em chapa de aço carbono de espessura 1,5mm com tratamento anticorrosivo e pintura de acabamento de tinta a pó sintética resistente ao tempo na cor cinza.
  • As caixas concentradoras podem ser embutidas em alvenaria ou ser fixada firmemente por meio de parafusos, porcas, buchas e arruelas, e apoiada sobre base de alvenaria.